Kraków

● • • • • • • •.• • • • • • • • • •
Poland

Gdańsk

● • • • • • • •.• • • • • • • • • •
Poland

Bałtyk

● • • • • • • •.• • • • • • • • • •
Poland

Tatry

● • • • • • • •.• • • • • • • • • •
Poland

Oscypek

● • • • • • • •.• • • • • • • • • •
Polish food

Souvenirs

● • • • • • • •.• • • • • • • • • •
Polish fol­klore

Anterior
Seguinte
pasek1_final_oryg

Explore os caminhos da Polônia

10 dias / 9 noites

Descubra o encanto das estradas e caminhos polacos que combinam a beleza da natureza com o património do passado. Participe de oficinas culinárias, concertos de música clássica,  passeio de barco sob o solo em uma antiga mina de prata.

Dia
1
> Varsóvia
 

Bem vindo a Polónia!
Chegada ao aero­porto de Varsóvia e traslado ao hotel.

Noite em Varsóvia.

 
Dia
2
> Varsóvia
 

Café da manhã no hotel.

Visita pano­râmica à capital da Polónia, Varsóvia. Durante a visita serão conhe­cidos os lugares mais impor­tantes da cidade e será dada a ines­que­cível opor­tu­nidade de conhecer o passado de Varsóvia e da Polónia. A visita terá início com a des­co­berta da Cidade Velha (Património UNESCO) e um pouco da cidade nova. Continuará com a visita ao Palácio Krasinski, ao edí­ficio da Suprema Corte e ao monu­mento à Insurreição de Varsóvia. Por fim, será ainda visitado o Parque Real Lazienki, onde se poderá admirar a resi­dência de verão do último rei da Polónia e o famoso monu­mento de Frederic Chopin. Aqui, será dada a opor­tu­nidade de relaxar em con­tacto com a natureza e ainda conhecer o mara­vi­lhoso jardim de rosas.

Tempo livre.

À tarde con­certo de música de Chopin. Aninhada nas ruas de para­le­le­pí­pedos da Cidade Velha de Varsóvia, fica uma sala de con­certos neo­clássica única, com paredes ori­ginais de “estuque de gesso”, espelhos de cristal e ele­gantes deco­rações do século XIX. Ao passar pelas portas, você entrará na era de Chopin para um con­certo com­posto por duas partes das melhores peças de Chopin tocadas por pia­nistas reco­nhe­cidos inter­na­ci­o­nal­mente. Durante o intervalo, você será con­vidado a tomar um copo de vinho espu­mante, suco de laranja ou água. Este con­certo é o começo per­feito para uma noite romântica em um dos res­tau­rantes e bares da cidade velha, mas também um final mara­vi­lhoso para um dia cheio de pas­seios turísticos.

Noite em Varsóvia.

 
Dia
3
> Varsóvia > Ujazd > Sandomierz > Baranow Sandomierski
 

Café da manhã no hotel.

Traslado para Ujazd para ver o Castelo de Krzyztopor.

Visita das ruínas do Castelo de Krzyztopor. É ape­lidado de “castelo calen­dário” porque tinha 356 janelas como dias em um ano, 56 quartos como semanas em um ano, 12 grandes câmaras como meses, 4 torres e estações. Esta resi­dência do século XVII cons­truída em um palácio de estilo ita­liano em fotrezza foi o maior palácio da Europa antes de Versalhes ser cons­truído perto de Paris.

Traslado para Sandomierz.

Descubra os segredos da rota sub­ter­rânea em Sandomierz. Por baixo da Plaza Mayor existe toda uma rede de caves esca­vadas e uti­li­zadas na Idade Média para arma­zenar e refri­gerar pro­dutos. Eles também ser­viram como refúgio em situ­ações perigosas.

Na margem leste do rio Vístula brilha a mais valiosa e bela das resi­dências dos antigos mag­natas polo­neses — o Castelo Baranow Sandomierski. Este impres­si­o­nante exemplo da arqui­tetura renas­cen­tista é um dos objetos mais bem pre­ser­vados da Europa.

Noite em Baranow Sandomierski.

 
Dia
4
> Baranow Sandomierski > Zalipie Wieliczka Cracóvia
 

Café da manhã no hotel.

Após o café de manhã tempo para des­frutar da pre­ciosa pai­sagem rural polaca pas­sando pela região de flo­restas e campos até Zalipie. Esta povoação pequena mara­vilha desde faz quase 80 anos com uma exce­lente técnica de orna­men­tação cara­te­rizada pelo colorido desenho das paredes das casas, capelas e móveis. Passeio pela povoação e visita a expo­sição de arte­sanato regional na Casa das Pintoras.

Visita a pro­pri­edade de Felicja Curylowa, uma filial do Museu do Distrito de Tarnów, onde são encon­trados vários exemplos de arte fol­clórica tra­di­cional polonesa da região.

Almoço regional em Zalipie.

Transferência para Wieliczka, onde se visitará uma das minas de sal mais fas­ci­nantes e antigas da Europa, com a par­ti­cu­la­ridade que esta é a única mina da lista de Partrimónio Mundial da UNESCO que se mantém em acti­vidade até aos dias de hoje. Nos últimos 700 anos, Wieliczka foi um dos maiores tesouros e um dos des­tinos turís­ticos mais pro­cu­rados na Polónia. Durante a visita poderão ser obser­vados de perto os seus impo­nentes cor­re­dores, as câmaras e escul­turas de sal, os des­lum­brantes lagos sub­ter­râneos e as capelas onde os mineiros agra­deciam a Deus e à sua padroeira, a Santa Cunegunda da Polónia. Também será visitado o Museu do sal, onde se encontra toda a infor­mação sobre as fer­ra­mentas e téc­nicas uti­li­zadas pelos mineiros, bem como outas infor­mações acerca do seu fun­ci­o­na­mento. Transporte hacia Cracóvia.

Noite em Cracóvia.

 
Dia
5
> Cracóvia
 

Café da manhã no hotel.

Cracóvia, também conhecida como a capital da cultura polaca, chegou mesmo a ser a capital do país durante muitos séculos, desig­nação que viria a perder para a actual capital, Varsóvia. A cidade surgiu na pri­meira lis­tagem feita pela UNESCO dos locais Património Mundial da Humanidade, sendo famosa também pelo seu antigo bispo, o emble­mático Papa João Paulo II. Durante a excursão que terá início junto à Porta de São Floriano, serão per­cor­ridas as ruas medi­evais até à Praça do Mercado da Cidade Velha, onde poderão ser obser­vados monu­mentos como o famoso Salão de Tecidos, a Igreja de Santa Maria, a Igreja de Santo André, a Torre da Prefeitura e as muralhas medi­evais da cidade. Também serão visi­tados os edi­fícios his­tó­ricos da Universidade Jaguelónica, onde estu­daram per­so­na­li­dades polacas como Nicolau Copérnico ou Karol Wojtyla – o Papa João Paulo II. O tra­jecto ter­minará na colina de Wawel, onde se encontra o Castelo, antiga resi­dência dos Reis da Polónia e a Catedral com o impo­nente sino do Sigismundo, o maior da Polónia, fazendo desta viagem uma autêntica lição de história.

No passado, o bairro de Kazimierz era uma pequena cidade seprarada da zona medieval de Cracóvia, onde moravam prin­ci­pal­mente os habi­tantes da origem judáica. Com o cres­ci­mento de Cracóvia, Kazimierz tornou-se num dos seus bairros, embora con­serve muitas das suas carac­te­rís­ticas judáicas que podem ser obser­vadas essen­ci­al­mente nas suas praças, nas sina­gogas, nos cemi­térios, na tra­dição e nos cos­tumes dos seus habi­tantes. No final, poderá ainda visitar-se o museu da Fábrica de Óscar Schindler, o famoso judeu polaco que serviu de ins­pi­ração para o diretor Steven Spilberg, quando este decidiu fazer o filme “A Lista de Schindler” que lhe valeu sete Oscars. Este é um tra­jecto que des­cobre uma parte da cidade ainda pouco conhecida pelos turistas, onde os seus fan­tás­ticos monu­mentos e a sua cultura são os maiores atractivos.

Visita ao museu vivo do obwar­zanek (bagel) — um bolo típico de Cracóvia, que foi trazido pela popu­lação judaica para a América do Norte e que neste momento é extre­ma­mente popular prin­ci­pal­mente nas áreas de Nova York e Montreal. Uma visita ao museu vivo do “obwar­zanek” não só nos apro­ximará da his­tória deste bolo, como também nos per­mitirá assar um dos nossos.

Noite em Cracóvia.

 
Dia
6
> Cracóvia > Montanhas Pieniny > Cracóvia
 

Café da manhã no hotel.

As Montanhas Pieniny ficam situadas no sul da Polónia, na fron­teira com o norte da Eslováquia, e inserem-se na zona de pro­tecção do Parque Nacional de Pieniny. A suas pai­sagens pito­rescas, carac­te­ri­zadas essen­ci­al­mente pela sua grande vari­edade de rochas cal­cárias que formam extensas paredes ver­ticais de cor branca ao longo do Rio Dunajec, têm o seu pico mais alto nos 982 m (Pico das Três Coroas). Para além dos seus mag­ní­ficos recursos naturais, as maiores atrações turís­ticas da área são a visita ao castelo gótico de Niedzica, situado ao lado da represa de Czorsztyn, e o rafting em jangada pelo rio Dunajec até Szczawnica.

Traslado para Zakopane.

Noite em Zakopane.

 
Dia
7
> Zakopane
 

Café da manhã no hotel.

O Parque Nacional dos Trata (Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO) situa-se na zona mais alta e mais bela dos Montes Cárpatos (Roménia), sendo a única cor­di­lheira de carac­te­rís­ticas alpinas na Europa Central. Durante este per­curso será visitado a aldeia de Chocholow e será feita uma subida de tele­férico até Gubalowka, de onde se poderá dis­frutar de uma des­lum­brante vista pano­râmica. Em Zakopane, será feito um passeio por Krupowki, a rua prin­cipal da cidade, onde o arte­sanato tra­di­cional tem uma grande impor­tância, exis­tindo mesmo o Museu do Estilo, que apre­senta e conta a his­tória deste arte­sanato bem característico.

Noite em Zakopane.

 
Dia
8
> Zakopane > Pszczyna > Tychy > Katowice
 

Café da manhã no hotel.

Traslado para Pszczyna.

Castelo de Pszczyna é um castelo gótico do século XIII, pos­te­ri­or­mente recons­truído em estilo renas­cen­tista e final­mente embe­lezado por fora em estilo barroco. Foi uma resi­dência dos nobres polo­neses Piast. Em 2009, as auto­ri­dades da Silésia ele­geram-no como uma das “Sete Maravilhas Arquitetônicas da Voivodia da Silésia” e é fre­quen­te­mente des­crito como uma das mais belas resi­dências de cas­telos da Polônia.

Traslado a la cer­ve­cería en Tychy.

Descubra os segredos de uma das maiores cer­ve­jarias polo­nesas e expe­ri­mente a marca de cerveja polonesa mais típica: Tyskie, em home­nagem a esta cidade!

Continuação para Katowice.

Katowice – esta cidade indus­trial é conhecida pela des­co­berta de ricas reservas de carvão, ao mesmo tempo que é a ver­da­deira mistura de cul­turas: polonesa, alemã e judaica. É um centro de ciência, cultura, indústria, negócios e comércio e foi nomeada Cidade da Música pela UNESCO. Passeio turístico na área de Nikiszowiec, parte da cidade de Katowice.

Noite em Katowice.

 
Dia
9
> Katowice > Tarnowskie Gory > Lodz > Varsóvia
 

Café da manhã no hotel.

Pela manhã visita a Tarnowskie Gory.

Tarnowskie Gory — a cidade conhecida pela mine­ração his­tórica de minério de chumbo. Sua mina de prata está na Lista do Patrimônio da UNESCO desde 2017. A visita à his­tórica Mina de Prata começa em um museu inte­rativo onde os turistas des­cobrem mais sobre os métodos de extração da prata. Depois explo­ramos uma trilha sub­ter­rânea com 1.749 metros de extensão e 270 metros per­cor­ridos por barcos ao longo do poço da mina.

Traslado para Lodz.

Lodz é uma das maiores cidades da Polónia, sendo detentora de um patri­mónio cul­tural bas­tante vasto. Durante a visita da cidade será dada a opor­tu­nidade de des­cobrir as pegadas das quatro cul­turas que aqui con­viviam até se tor­narem uma só: a polaca, a judáica, a alemã e a russa. Também se poderá admirar a arqui­tetura moder­nista e a arqui­tetura indus­trial carac­te­rística das suas inú­meras fábricas, o que levou a que a cidade che­gasse mesmo a ser ape­lidada como a “Manchester polaca”. Ao longo do per­curso, será ainda visitada a Cidade Velha, a famosa manu­factura da família Poznanski e o com­plexo de fábricas de Scheibler, “Ksiezy Mlyn”, que é um exce­lente exemplo da revi­ta­li­zação de Lodz nos últimos anos. No final, será per­corrida a rua Piotrkowska, famosa pelas suas lojas, bares, res­tau­rantes e estátuas de cele­bri­dades de Lodz. Transporte de regresso a Varsóvia.

Noite em Varsóvia.

 
Dia
10
> Varsóvia
 

Café da manhã no hotel.

Transfer para o aero­porto em Varsóvia.
FIM DOS SERVIÇOS.

 
paski3
paski3
paski3
paski3